Férias em Madeira - Caniço de Baixo

Portugal - Madeira - Caniço de Baixo
Madeira - Caniço de Baixo
Madeira - Caniço de Baixo
Reservar

Ver todos
Procurar por : Hotel
Quarto 1
Quarto 2
Quarto 3

Madeira em 3 dias: Um destino calmante e refrescante em Caniço de Baixo

A Ilha da Madeira é um dos destinos mais bonitos da Europa, anualmente visitado por milhares de turistas em busca das suas paisagens, únicas e impressionantes.

Graças ao seu clima temperado durante todo o ano, esta ilha desenvolveu uma flora e uma fauna que só é possível ver neste destino. Extensas praias, bosques frondosos, aldeias pitorescas, escarpas majestosas, piscinas naturais e montanhas íngremes fazem deste destino um lugar ideal para passar umas férias.

Esta pequena ilha do Atlântico esconde parques naturais, reservas protegidas, jardins exóticos e inúmeras atividades e desportos para praticar juntamente com a família, a cara-metade ou amigos. Oferecemos-lhe algumas propostas para o ajudar a organizar o seu tempo, enquanto usufrui de todas as comodidades e serviços do Hotel Riu Palace Madeira.

Dia 1: O melhor do Funchal

À chegada à ilha, é provável que queira ir imediatamente conhecer a sua costa. Por isso, recomendamos que visite a praia do Caniço de Baixo, mesmo em frente ao seu Hotel Riu, e que dê uma volta pelo passeio marítimo que a ladeia. Verá que se trata de uma praia de rochas que se abre ao Oceano Atlântico. Em seguida, terá vontade de conhecer algo mais da Madeira, e, por isso, recomendamos uma visita à sua capital, Funchal.

Uma vez na cidade, pode deambular pela sua Zona Velha, o bairro mais antigo, onde poderá entrar na Catedral da Sé. Ao caminhar pelas ruas, observe as tradicionais calçadas portuguesas, empedradas, formando belos desenhos geométricos. Encontra-se num bairro boémio, habitado e frequentado por artistas que aí têm as suas oficinas e galerias de arte. Aprecie detalhes, como as belas pinturas nas portas de muitos estabelecimentos, especialmente se passear pela Rua de Santa Maria. Também não deixe de ir a um dos parques da cidade, como o Parque de Santa Catarina, de onde terá uma vista impressionante sobre a baía da cidade; a Quinta da Boa Vista, um parque dedicado às orquídeas, e que muitos consideram uma visita imprescindível na cidade; ou o pequeno, encantador e central Jardim de São Francisco. No entanto, se lhe apetecer algo mais original, apanhe o teleférico que o leva desde a parte baixa do casco antigo à zona mais alta da cidade, onde se situa o Jardim Botânico e o Parque Municipal de Monte.

Se se atrever, para regressar pode descer do Monte num carro de cesto com rodas conduzido por um “carreiro”, uma atividade reservada aos mais valentes que poderá realizar partindo das proximidades da igreja da Nossa Senhora do Monte.

Quanto às refeições, desafiamo-lo a experimentar uma das especialidades da ilha, como um delicioso espadarte, umas lapas grelhadas ou umas lulas, se gostar de peixe, ou então uma espetada, se preferir a carne.

À tarde, uma boa opção é mergulhar na cultura tradicional da Madeira, visitando um dos seus pequenos museus. O Story Centre Museum é o mais completo e ilustra o desenvolvimento da zona com interessantes exposições interativas; entre os mais visitados, encontram-se o Museu do Vinho, no centro da cidade, dentro de antigas adegas, e também o Museu do Bordado e o Museu do Açúcar.

Dia 2: Melhores excursões na Madeira

No seu segundo dia na Madeira, propomos que conheça a sua famosa Floresta de Laurissilva, Património da Humanidade por ser um ecossistema único no mundo, percorrendo uma das suas famosas levadas, canais pelos quais, desde a antiguidade, se faz chegar a água da zona à parte baixa da ilha. Tome um bom pequeno-almoço no buffet do Hotel Riu Palace Madeira e apanhe imediatamente um transporte que o leve, por exemplo, até à localidade de Rabaçal. A partir daí, poderá iniciar o seu passeio até à chamada Casa de Abrigo, onde começa o percurso para a impressionante Cascata do Risco. Prossiga depois em direção à Levada das 25 Fontes. Ao percorrê-la, atravessará zonas com vistas incomparáveis, vegetação espessa, pequenas cascatas e lagoas. Trata-se de um caminho muito frequentado por turistas e que não pode perder.

A excursão deverá ocupar-lhe toda a manhã. Recomendamos que aproveite o seu regresso utilizando a tarde para visitar a aldeia piscatória de Câmara de Lobos, passear entre os seus barcos coloridos e, a seguir, sentir vertigens no miradouro da escarpa do Cabo Girão, um dos mais altos do mundo.

Este será um dia cheio de emoções, pelo que pode terminá-lo com um agradável serão num dos restaurantes temáticos do seu hotel.

Dia 3: Lugares a visitar na Madeira

O norte da ilha da Madeira oferece lugares maravilhosos que não pode perder. Percorra-o para conhecer as famosas casas triangulares de Santana e aproveite para visitar a praça da Igreja desta povoação, onde encontrará a recreação em miniatura destas curiosas habitações com telhados de palha de duas águas que chegam quase até ao nível do solo. Santana é o ponto de partida de muitos trilhos de pedestrianismo, pelo que, se o dia anterior o deixou com vontade de mais, aqui poderá iniciar um dos mais conhecidos, como o que conduz ao Pico Ruivo (o ponto mais alto da ilha) ou os da Levada do Caldeirão Verde e o do Balcão de Ribeiro frio. Algumas dessas caminhadas são curtas e simples, e outras muito mais longas e difíceis, por isso escolha bem consoante a sua predisposição e vontade de caminhar.

Se preferir, em Santana pode seguir pela estrada que ladeia a costa até chegar a Porto Moniz, onde se encontra uma das mais famosas piscinas naturais da ilha. A meio do caminho, não se esqueça de parar em São Vicente e de visitar as suas famosas grutas. Se for fã de desportos aquáticos, está no lugar ideal, pois esta localidade oferece as melhores condições para a sua prática.


Ver todos
Procurar por : Hotel
Quarto 1
Quarto 2
Quarto 3
Multimedia
Hotéis em Madeira - Caniço de Baixo
Mapa e localização

Portugal - Madeira